Nabil Bonduki, Paulo Teixeira e Suplicy anunciam retirada de pré-candidatura e apoio a pré-candidatura do Padilha à Prefeitura de SP pelo PT



Nabil Bonduki, ex-secretário de cultura de Fernando Haddad e professor da USP, Paulo Teixeira, deputado federal, e Eduardo Suplicy, vereador de SP, pré-candidatos a Prefeito de SP pelo PT anunciaram oficialmente nesta quarta-feira (13) a retirada de suas candidaturas e apoio ao pré-candidato e deputado federal Alexandre Padilha à Prefeitura de SP. O anúncio foi feito em live transmitida nas redes sociais dos pré-candidatos.

Padilha agradeceu a confiança o significado do apoio dos militantes históricos e emblemáticos do PT para a cidade de São Paulo. ” Temos um projeto unitário para a cidade. As únicas vezes em que a distância dos muito ricos e dos que mais precisam foi reduzida em SP foram nos governos petistas. Por isso, precisamos estar juntos e unindo forças para a retomada dos projetos petistas que sempre deixaram essa cidade menos desigual e mais humana”, disse Padilha.

“Padilha tem experiência que vale a pena em estarmos confiantes em o apoiar. Foi Ministro da Saúde e Secretário da Saúde na cidade de São Paulo, está à frente no enfrentamento ao coronavírus na Câmara dos Deputados e sei que irá continuar trabalhando para ampliarmos a política da Renda básica de Cidadania”, afirmou o vereador Eduardo Suplicy.

O professor de Arquitetura e Urbanismo da USP Nabil Bonduki ressaltou que o apoio a pré-candidatura do Padilha à Prefeitura de SP pelo PT é uma demonstração da força de unificar o PT em torno de uma candidatura para ganhar.

“Defendo uma frente democrática progressista para as eleições municipais. Com a indisponibilidade de Haddad, quem reúne as melhores condições para representar esse campo e as várias correntes internas do PT, é o ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Com a pandemia, a saúde tornou-se prioritária”.

O deputado federal Paulo Teixeira reiterou a necessidade de garantir uma cidade mais democrática, sustentável, tolerante e para isso é imprescindível a construção de uma chapa de esquerda na disputa da capital para enfrentar o projeto Bruno/Doria e Bolsonaro.

“Precisamos ter essa identidade de mobilização de projeto de cidade em SP, em especial neste momento de pandemia de coronavírus. Tenho certeza de que se o Padilha já fosse o prefeito teria evitado que a pandemia chegasse as periferias . Precisamos nos unir para esse enfrentamento e tenho certeza que Padilha é o mais preparado neste momento para SP se transformar em uma cidadela anti-Bolsonaro.”

Escolha do candidato

O PT realiza nos dias 15 e 16 de maio encontro virtual para escolha do candidato do partido. Permanecem na disputa os pré-candidatos Carlos Zarattini, deputado federal, Jilmar Tatto, ex-deputado federal, e Kika da Silva, liderança do movimento negro.

Veja como foi a transmissão:

MANIFESTO DA PRÉ-CANDIDATURA DE ALEXANDRE PADILHA “SÓ MUDA SÃO PAULO QUEM TEM LADO, OUSADIA E CORAGEM!”



Por Alexandre Padilha

”Olha lá, aquela estrela que tentaram apagar. Não se apaga, não se rende, é o brilho dos olhos da gente!” (Jingle Lula-Haddad 2018)

Que cidade é essa que elegeu uma nordestina, assistente social e de esquerda quando sequer tínhamos o direito de votar em Presidente da República?

Que cidade é essa que escolheu, há vinte anos, uma sexóloga do Partido dos Trabalhadores para ser sua segunda prefeita da história?

Que cidade é essa que elegeu um professor para mudar o nosso jeito de pensar e vivê-la e, enfim, transformá-la “da porta para fora” de nossas casas?

Essa cidade é São Paulo. E São Paulo é uma cidade em disputa! Com um povo que vive e se orgulha de todas as suas conquistas. E que também enfrenta e sobrevive a todos os seus retrocessos.

É preciso voltar a conquistá-la! Seguindo o caminho que já trilhamos outras vezes, mas também através de uma nova trajetória que ainda estamos por construir. É hora de “levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima! ”, como nos ensinaram os poetas da cidade!

São Paulo mudou muito desde que a governamos pela primeira vez.

É verdade, no entanto, que a cidade piorou desde que saímos da gestão há quatro anos. Aumentou a distância entre os muito ricos e maioria da população, entre a periferia e os bairros nobres, entre quem tem acesso a tudo e a quem quase nada tem. Para mudar essa São Paulo tem que tomar lado e ter firmeza no que se defende. Quem não disser a que vem, não conquistará os corações e sonhos dos paulistanos!

E nós somos aqueles que só tem a ganhar com a transformação de nossa realidade! Somos as famílias das crianças escandalizadas com a ração humana de Doria nas escolas, somos os jovens que não tem Wi-fi nas praças e nos espaços públicos, somos os amigos dos ciclistas acidentados na volta do trabalho, somos as milhares de mulheres violentadas em casa, na rua, no local de trabalho e que não encontram políticas públicas que enfrentem essas violências, somos os idosos que tiveram os cinemas nos CEUs cancelados por falta de manutenção, somos a juventude negra que é diuturnamente atacada onde quer que esteja, somos as famílias que temeram ver a escola de seus filhos vendida por Bruno Covas, somos os trabalhadores que passaram a ver a distância para trabalho aumentar pela falta de políticas corretas de mobilidade urbana, somos os empresários achacados pelo governo municipal, somos a diversidade de São Paulo que se sente insegura nos espaços públicos, somos a saúde pública que padece nas filas e no desmonte do SUS, somos a cidade que é deixada à margem dos privilégios! Não queremos nada para nós, queremos tudo para todos, aquilo que é nosso por direito!

E nós do PT temos esse propósito de existir, a vontade de transformar e a missão que nem os mais violentos opositores conseguiram derrotar!

Nossa região metropolitana tem quase dois milhões de desempregados, existem mais de 22 anos de diferença na expectativa de vida a depender da região da cidade em que você nasce e vive e aumentou a taxa de mortalidade infantil.

As políticas de Bolsonaro, Doria e Bruno Covas aprofundam essas desigualdades que hoje dividem a nossa cidade. Cresce o número de trabalhadores de aplicativos sem suporte das políticas governamentais ou com direitos trabalhistas assegurados ao passo que nossa juventude não faz parte dos planos dos que estão no poder. Quem governará em favor dessas pessoas?

Por isso, é preciso um programa a serviço das maiorias sociais e das periferias da cidade! Um governo que puxe a retomada do desenvolvimento com efetivação de direitos e distribuição de renda, garantindo a diversidade e liberdade própria de nosso povo. Devemos apresentar um modelo de governança que esteja ancorado no séc. XXI e nas novas tecnologias, mas que sirva principalmente para aproximar as pessoas e estimular a participação social.

É preciso resgatar as pessoas desesperançosas e desacreditas e refazer os laços de confiança entre nós do PT, a sociedade e os movimentos sociais. É necessária uma candidatura que empolgue e aglutine a militância de esquerda, pois sem ela não é possível vencer, mas que também saiba dialogar com outros setores que, alinhados a um programa democrático e de enfrentamento ao obscurantismo e à retirada de direitos, possa construir alternativas e contribuições em um projeto vitorioso.

Eu, que fui o Ministro da Coordenação Política do Presidente Lula (o mais jovem a ser nomeado na época) e estive ao seu lado trabalhando para tirar do papel aqueles sonhos que havíamos construído por décadas, sei da força de nosso projeto e da condição que temos de superar as expectativas quando estamos unidos e organizados.

Foi isso o que fizemos ao criar o Mais Médicos durante o governo da presidenta Dilma e quando Secretário de Saúde do prefeito Haddad na sua gestão na cidade de São Paulo, em que enfrentamos todos os tipos de oposição justamente por servir aos interesses e necessidades do povo!

Hoje, como deputado federal, continuo resistindo e lutando contra a combinação do “obscurantismo ostentação” e agenda neoliberal de governo para os muitos ricos de BolsoDoria, que tem como legado a destruição de vidas e do nosso meio ambiente de forma irreversível.

Fui convencido por companheiros e companheiras que o que posso fazer de melhor para enfrentar esta coalizão de Doria, Bolsonaro e Bruno Covas é colocar meu nome à disposição do PT e da esquerda para ser candidato a Prefeito na cidade de São Paulo, na eleição que polariza a maior região metropolitana de nosso país. Para mudar São Paulo tem que ter lado, da maioria do nosso povo. Não pode ficar parado, passivo, em cima do muro diante dos desafios.

Sei que o PT tem à sua disposição outros ótimos nomes para nos representar na eleição e também estou convencido de que seremos capazes de encontrar a melhor unidade de ação com base na maior diversidade de ideias que nos forjam.

Vamos construir uma campanha que envolva e defenda os movimentos sociais, que nos faça sentir orgulho de nosso partido e traga as nossas bandeiras de volta para a fronte da batalha política da cidade!

Isso não é tarefa de um só nome e muito menos de frações internas nossas. Isso é o horizonte que se abre para uma retomada do projeto democrático e popular na cidade de São Paulo, para a reconexão de nosso partido com as bases e as periferias paulistanas, para o povo voltar a ser feliz!

Unidos, convictos de que é possível vencer e conscientes do significado que este momento tem para o Brasil, chegaremos a novembro confirmando aquilo Lula sempre diz: “Que ninguém nunca mais duvide da capacidade de luta da classe trabalhadora! ”.

Padilha participa de debate “O município de SP e a disputa eleitoral em 2020” do coletivo Cidadania Ativa



Nesta segunda – feira (10) o pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Alexandre Padilha, participou da discussão “O município de SP e a disputa eleitoral em 2020” do coletivo Cidadania Ativa.

Idealizado para propiciar e incentivar estudos e formação política com a ótica de esquerda, o coletivo é partidário, vinculado ao PT, formado por lideranças de movimentos sociais e entidades.

A discussão abordou os temas segmentados e regionais que serão discutidos nos debates que iniciarão na próxima sexta-feira (14) com todos os pré-candidatos do PT antes do processo de prévias do partido.

Em sua fala, Padilha reforçou a necessidade de união para a reconstrução do modo petista de governar e importância da eleição na capital. Para Padilha, a eleição municipal da cidade de São Paulo terá peso nacional.

“Se tem uma cidade que o PT tem a possibilidade de liderar no campo da esquerda, é São Paulo. Nós temos história, governamos por três gestões com Erundina, Marta e Haddad, não há uma política pública ou social que tenha sido aplicada na cidade que não tenha o dedo do PT. Precisamos de unidade para enfrentarmos o casamento Bolsonaro/Doria/Bruno Covas para acabar com as  desigualdades que aprofundaram São Paulo”.

O coletivo realizará debates com todos os  pré-candidatos.

Calendário atualizado de debates com pré-candidatos (as) à prefeitura para as eleições 2020.

*EDUCAÇÃO E CULTURA (TEMÁTICO)*

14/02/2020 – sexta-feira

Horário: 19h

Auditório do Diretório Municipal do PT-SP

Rua Asdrúbal do Nascimento, 226 – Bela Vista

*LESTE III (REGIÃO)*

Itaim, São Miguel

15/02/2020 – sábado

Horário: 9h30

Rua José Cardoso Pimentel, n° 349 – Itaim Paulista

Próximo à Paróquia São João Batista

*LESTE IV (REGIÃO)*

Ermelino Matarazzo, Penha, Vila Matilde, Itaquera

15/02/2020 – sábado

Horário: 15h

Rua Flores do Piauí, 170 – Itaquera – CIFA

*SUL I (REGIÃO)*

Campo Limpo, M’ Boi Mirim

16/02/2020 – domingo

Horário: 9h30

Local a definir

*NOROESTE II*

Casa Verde, Brasilândia

16/02/2020 – domingo

Horário: 15h

Local: Av. Deputado Cantídio Sampaio,144 – Brasilândia

Próx. ao Term. Cachoeirinha

*CENTRO*

Mooca, Centro

27/02/2020 – quinta-feira

Horário: 19h

Rua Asdrúbal do Nascimento, 226

Auditório do Diretório Municipal do PT-SP

*SAÚDE e LGBTQI+ (TEMÁTICO)*

28/02/2020 – sexta-feira

Horário: 19h

Auditório do Diretório Municipal do PT-SP

Rua Asdrúbal do Nascimento, 226 – Bela Vista

*OESTE (REGIÃO)*

Butantã, Perdizes, Pinheiros, Lapa

01/03/2020 – domingo

Horário: 9h30

Salão da Igreja Nossa Senhora da Lapa

Rua Nossa Senhora da Lapa, 298 – Lapa

*NORTE I (REGIÃO)*

Jaçanã, Vila Maria, Santana, Tucuruvi

01/03/2020 – domingo

Horário: 14h30

Local a definir

*MULHERES E IGUALDADE RACIAL (TEMÁTICO)*

05/03/2020 – quinta-feira

Horário: 19h

Rua Asdrúbal do Nascimento, 226

Sede do Diretório Municipal do PT-SP

*HABITAÇÃO, REFORMA URBANA, MOBILIDADE e MEIO AMBIENTE (TEMÁTICO)*

06/03/2020 – sexta-feira

Horário: 19h

Sindicato dos Químicos

Rua Tamandaré, 348 – Liberdade

*NOROESTE I (REGIÃO)*

Pirituba, Perus

07/03/2020 – sábado

Horário: 9h30

Av. Dep. Cantídio Sampaio, 6481

Parada de Taipas (Creche Azul)

*SUL II e SUL III (REGIÃO)*

Capela do Socorro, Parelheiros, Cidade Ademar, Jabaquara, Santo Amaro

07/03/2020 – sábado

Horário: 15h

Local a definir

*MOVIMENTO SINDICAL (TEMÁTICO)*

12/03/2020 – quinta-feira

Horário: 19h

Rua Asdrúbal do Nascimento, 226

Auditório do Diretório Municipal do PT-SP

*JUVENTUDE E DIREITOS HUMANOS (TEMÁTICO)*

13/03/2020 – sexta-feira

Horário: 19h

Rua Asdrúbal do Nascimento, 226

Auditório do Diretório Municipal do PT-SP

*LESTE I (REGIÃO)*

Sapopemba, Vila Prudente, Vila Formosa, Tatuapé, São Mateus

14/03/2020 – sábado

Horário: 9h30

Local a definir

*SUDESTE IV (REGIÃO)*

Saúde, Vila Mariana, Ipiranga

14/03/2020 – sábado

Horário: 15h

Local a definir

*LESTE II (REGIÃO)*

Cidade Tiradentes, Guaianases

15/03/2020 – domingo

Horário: 9h30

Paróquia Santo Cristo Rua dos Têxteis, 653

“Foram os governos petistas que diminuíram as distâncias entre os muito ricos e a maioria da população na cidade de São Paulo”, afirma Padilha



 

Nesta segunda-feira (27) Alexandre Padilha, pré-candidato do PT a Prefeitura de São Paulo, se reuniu com representantes dos diretórios zonais da capital paulista para agradecer o esforço da militância na garantia das assinaturas de filiados e filiadas para a efetivar sua inscrição às prévias do partido e reafirmar sua candidatura a prefeito da cidade de São Paulo.

Já com a quantidade necessária para participar do processo de prévias do PT, Padilha reiterou a importância do debate pela unidade do partido e pela defesa do legado das gestões do PT na cidade.

“Vamos cumprir e ultrapassar a meta de 1.805 assinaturas para minha inscrição graças ao esforço e empenho de vocês, por acreditarem e apoiarem nosso projeto e também para que possamos fortalecer os legados da gestão Erundina, Marta Suplicy e de Fernando Haddad. Foram os governos petistas que diminuíram as distâncias dos muito ricos e da maioria da população na cidade”, disse Padilha.

O pré-candidato ainda retirou que o PT nasceu das massas e as decisões internas são fundamentais para que se possa proporcionar o debate dentro do Partido.

“O PT tem história e posicionamento para fazer a contraposição ao governo ‘BrunoDoria’. Esse casamento é alimentado pelo governo Bolsonaro, que só governa para os mais ricos”.

 

Quer nos ajudar a fazer SP uma cidade melhor pra todos e todas? Vem com a gente nessa luta

👉🏻 Como?

🤳🏼 Acesse o arquivo da lista clicando no link https://bit.ly/2TQQQtq
✍🏼 Imprima e preencha os campos (nome, CNF (se não souber, basta o CPF), CPF e assinatura)
👥 Para entregar a lista, entre em contato pelo zap (11) 97581-4398, para que possamos retirar o documento com você.
✍🏼 Lembrando para assinar a lista é necessário estar filiado ao PT São Paulo (clique aqui para filiar-se) https://pt.org.br/filiacao/

Você que é filiado ao PT São Paulo: Apoie à pré-candidatura do Padilha à Prefeitura de São Paulo. Saiba como clicando aqui



 

Se você é filiado ao PT na capital e defende Alexandre Padilha como pré-candidato à Prefeitura da cidade de São Paulo nas eleições municipais de 2020, precisamos de sua assinatura de apoio!

Padilha assumiu ao termo de compromisso que todo pré-candidatx do PT deve assinar para concorrer à candidatura majoritária e, agora, se inicia a fase da coleta de assinaturas de apoio aos pré-candidatxs para as prévias do partido, processos estabelecidos pela Comissão Executiva Municipal (CEM).

Por isso, contamos com sua assinatura, companheiros e companheiras, para viabilizar a pré-candidatura de Padilha à prefeitura de SP!

ATENÇÃO:

As assinaturas serão oficialmente registradas nas listas físicas, não há abaixo assinado virtual!

Há duas formas de acessar a lista de assinaturas e entregar o documento:
1 – Acesse o arquivo da lista – você pode baixar clicando aqui – imprima e preencha os campus (nome, CNF, CPF e assinatura). Para entregar a lista, entre em contato pelo zap (11) 97581-4398, para que possamos retirar o documento com você;

2 – Entre em contato com o zap (11) 97581-4398, para que possamos entregar o documento da lista e retirar com você.

Padilha propõe investimentos em educação e saúde para Presidente Prudente e região



Do Portal do Jornal O Imparcial

Para as eleições de 2018, a diretoria executiva do PT (Partido dos Trabalhadores), em Presidente Prudente, decidiu não indicar nomes da região e, ao invés disso, apoiar aqueles escolhidos em âmbito estadual e federal, como, por exemplo, o ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, que deverá tentar uma cadeira na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF). Considerado o responsável pela implantação do programa Mais Médicos, o pré-candidato propõe o “descongelamento de recursos” voltados para as áreas de saúde e educação, que, segundo ele, foram carros-chefes de investimentos durante o governo petista nos últimos anos.

Padilha explica que a decisão de se tornar um possível postulante para o Legislativo federal se deu justamente pelo fato de que o Congresso Nacional se transformou em uma casa “anti-SUS [Sistema Único de Saúde] e contra a educação do povo”. Ele denota que, na faculdade onde leciona, cerca de 17 mil estudantes não continuaram seus estudos neste ano por conta de cortes no Prouni (Programa Universidade para Todos) e Fies (Fundo de Financiamento Estudantil do Ensino Superior). Já na área da saúde, aponta que diferentes UPAs (Unidades de Pronto-Atendimento) construídas e equipadas não foram colocadas em funcionamento, porque as administrações municipais afirmam não ter mais recursos para geri-las.

A respeito do atual cenário político, Padilha destaca a necessidade de, a partir do pleito deste ano, corrigir a situação de “instabilidade e insegurança” que repousa sobre o sistema, o que demanda um projeto de nação que respeite a democracia e, sobretudo, gere inclusão social. “O Brasil só pode ser grande se todas as pessoas participarem dessa grandeza, inclusive os mais pobres”, pontua.

PRÉ-CANDIDATO A DEPUTADO FEDERAL

Nome completo: Alexandre Padilha

Nome para urna: Alexandre Padilha

Idade: 46 anos

Estado civil, filhos: Casado, 1 filha

Grau de instrução: Superior completo e pós-graduação

Ocupação: Professor universitário e médico do SUS

Partido: PT

Coligação: Indefinida

Histórico político/candidatura: Ministro de Relações Institucionais do governo Lula e ministro da Saúde do governo Dilma; secretário de saúde do Estado de São Paulo; e candidato a governador do Estado em 2014

 

Link: https://goo.gl/qpBmhV