Padre Júlio Lancellotti premiado! – Por Alexandre Padilha



Hoje é um daqueles dias que vale por toda a jornada. Hoje, como deputado, me senti realizado por todas as lutas de nosso mandato. Vim até a paróquia São Miguel Arcanjo trazer pessoalmente o prêmio que indicamos e conquistamos na Câmara Federal para o Padre Júlio Lancellotti.

O prêmio Zilda Arns traz o nome desta referência da luta por Direitos Humanos no ano em que seu irmão, Dom Paulo Evaristo Arns, juntamente de Paulo Freire, fariam 100 anos.

Aqueles que lutam pelo povo vivem para sempre!

Padre Júlio, você é mais do que uma referência, mais um amigo que a luta me deu. Quando Ministro, pude te conhecer e trabalhar contigo no fortalecimento dos Consultórios na Rua para a população em situação de rua e de lá pra cá nunca mais deixei de seguir sua caminhada, tentando sempre remover as pedras, como você heroicamente fez e faz todos os dias!

É preciso quebrar e remover as pedras que atacam a vida e os direitos do nosso povo. A luta pela vida sempre será uma luta vitoriosa!

Padre Júlio Lancellotti, parabéns e obrigado!

Padre Julio Lancellotti vence prêmio Zilda Arns de Direitos Humanos 2021; indicação foi feita por Padilha



Crédito: Imagem/Divulgação

O padre Julio Lancellotti foi um dos escolhidos para receber o prêmio Zilda Arns, de Direitos Humanos 2021, da Câmara dos Deputados. O anúncio foi feito pelo deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP), que indicou o nome de Lancellotti e ainda conseguiu colher cerca de cinco mil assinaturas.

O próprio Padre Julio confirmou a informação em suas redes sociais: “fui informado agora pelo Deputado Alexandre Padilha que receberei, como um dos escolhidos, o Prêmio Zilda Arns da Câmara dos Deputados”.

Padilha afirmou em mensagem enviada à Fórum: “Minha indicação de Padre Julio Lancelotti para receber o prêmio Zilda Arns, da Câmara dos Deputados, foi vitoriosa. O padre Julio ganhou o merecido prêmio pelo seu trabalho em defesa do direito da população idosa e pelo gigantesco trabalho humanitário que alcança centenas de pessoas que vivem na pobreza”.

“Gostaria de agradecer todos que se incorporaram a essa luta, compartilhando os materiais e a petição que teve mais de 5000 assinaturas. Ao entregar este prêmio ao Padre Julio farei a entrega da lista daquelas e daqueles que fizeram esta vitória possível!”, disse ainda Padilha.

Galeria de prêmios
O prêmio vem se somar a diversos outros recebidos por Julio Lancellotti por suas ações em defesa dos Direitos Humanos e, sobretudo, junto à Pastoral do Povo de Rua de São Paulo.

A Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil deu-lhe o Prêmio Franz de Castro Holzwarth em 2000 por seu trabalho contra a violação sistemática dos direitos das crianças e dos adolescentes.

Em 2003, a Casa Vida recebeu o Prêmio OPAS, da Organização Pan-Americana da Saúde.

Em 2004, o Movimento Nacional de Direitos Humanos concedeu-lhe o Prêmio Nacional de Direitos Humanos.

Também em 2004, a Pastoral do Povo de Rua da Arquidiocese de São Paulo ganhou o Prêmio Nacional de Direitos Humanos, na categoria livre.

Em 2005, Pe. Júlio recebeu menção honrosa do Prêmio Alceu Amoroso Lima Direitos Humanos.

Em 2007, o Pe. Júlio recebeu o Prêmio dos Direitos Humanos promovido pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, na categoria “Enfrentamento à Pobreza”.

Em 2020, o Padre Júlio recebeu, pelo voto popular, o Prêmio Poc Awards na categoria “Influencer do Ano”. Promovido pelo Gay Blog Br, a indicação de Lancellotti se motivou por se posicionar frequentemente contra à homofobia.

Pe. Júlio é ainda Doutor Honoris Causa pela Universidade São Judas Tadeu (2004) e pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

 

*Com informações da Revista Fórum