Rede em defesa da vida debate o impacto das boas práticas de enfrentamento à covid-19 nas cidades



“É possível fazer a diferença nas cidades na prevenção à covid-19″ este foi o tema do programa Rede em Defesa da Vida da TV PT desta segunda (14). O debate contou com a participação do prefeito de Araraquara, Edinho Silva, e do deputado federal pelo Amazonas e candidato a prefeito de Manaus, Zé Ricardo.

“A marca de mais de 4 milhões de casos e 130 mil mortes de covid-19 no Brasil aprofundam ainda mais a desigualdade e os problemas sociais do nosso país. Nosso programa de hoje é para mostrar que é possível fazer a diferença mesmo diante da irresponsabilidade do presidente Bolsonaro, da sua postura genocida. Com muita luta e com a renovação do modo petista de governar, cidades estão fazendo a diferença”, avaliou Padilha.

Governada pelo petista Edinho Silva, a cidade de Araraquara se tornou exemplo no combate à covid-19 no Brasil com adoção de medidas eficazes de prevenção, como com a criação do Centro de Referência Coronavírus, da expansão de atendimento nas unidades de saúde, a criação de um serviço de telemedicina e das equipes de bloqueio (responsáveis por criar um ambiente de isolamento para o paciente diagnosticado), construção de um hospital de campanha e da rede de solidariedade, entre outras.

“O governo Bolsonaro é incapaz de liderar, de articular as políticas públicas, de orientar os prefeitos e governadores na prevenção à covid-19. Tivemos que lutar muito em Araraquara para afirmar as nossas iniciativas, para reorganizar a nossa rede, para que o nosso protocolo fosse validado. Não foi só uma luta de convencimento da sociedade sobre a importância das medidas adotadas, mas também uma luta política. Estamos longe de derrotar a pandemia, ainda contabilizamos óbitos, mas comparado as outras cidades do mesmo tamanho, temos menos óbitos. Mas são mortes, qualquer vida é insubstituível”, afirma Edinho Silva.

Manaus foi a primeira capital a colapsar o sistema de saúde no inicio da pandemia de covid-19.  Para o deputado e candidato a prefeito de Manaus Zé Ricardo, a forma com que Bolsonaro trata a pandemia, aliada ao ações do governo do estado e da prefeitura, fez com que o estado e a capital sofressem demais com a crise sanitária, pela falta de medidas de prevenção e campanhas de informação. São 127 mil casos confirmados no Amazonas, sendo 35% em Manaus, e mais de 3.800 óbitos no estado, a capital totaliza 2.424 (62%) óbitos.

“Desde o inicio da pandemia medidas mais ágeis poderiam ter sido adotadas para que esses números fossem evitados. No meio da situação trágica de mortes, tivemos um escândalo de super faturamento na compra de respiradores por parte do governo do estado. Essa condição dolorosa só reforça a necessidade de mais investimentos na atenção básica de saúde, o que não ocorreu nos últimos anos na cidade de Manaus. E quem sofre é a população mais pobre, Nossa coligação para disputar a prefeitura terá como mote “Manaus pela vida e pelos pobres”.

Veja o debate na íntegra: