Padilha aprova relatório que obriga exames laboratoriais de idosos em casa



Foto: Najara Araújo/Câmara dos Deputados

O deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP) aprovou relatório na Comissão de Seguridade Social e Família, do PL 4.865/20, de autoria do deputado Alexandre Frota (PSDB-SP), que estabelece obrigatoriedade de exames laboratoriais no domicílio do paciente.

De acordo com Padilha, “trata-se de um importante passo para o cuidado e a Saúde dos idosos”. O próprio deputado fez o anúncio no Twitter nesta quinta-feira (4).

“Aprovei um importante relatório, na Comissão de Seguridade Social e Família, do PL 4.865/20, de autoria do deputado @77_frota, que estabelece obrigatoriedade de exames laboratoriais no domicílio do paciente. Trata-se de um importante passo para o cuidado e a Saúde dos idosos.”

Na justificativa da proposição, Frota afirma que o “transporte público nas cidades brasileiras não está integralmente adaptado para transportar os idosos, as pessoas com necessidades especiais e as crianças que são oriundas de famílias de baixa renda”. O deputado argumenta ainda que “o presente projeto de lei, tem o condão de minimizar os sofrimentos das pessoas elencadas, visto que exames laboratoriais são realizados em pessoas que possuam, no mínimo, uma suspeita de estar acometida de determinada doença”.

Na condição de relator do Projeto de Lei, Padilha aprovou o documento.

 

Veja a íntegra do PL clicando aqui

 

*Com informações da Revista Fórum

Alexandre Frota provoca Padilha e fica desnorteado com resposta do deputado petista



Da Revista Fórum

Deputado do PSL usou 7 minutos para atacar o PT e, especialmente, o ex-ministro Alexandre Padilha (PT-SP), a quem ele acusou de “dar” dinheiro para países como Cuba; na resposta, Padilha ironizou: “Sou solidário ao senhor porque não é fácil ser líder do partido do governo. Não tem o que dizer sobre o que o governo faz e fica falando do governo anterior”. Assista:

 

O deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) usou nesta terça-feira (4), na Câmara dos Deputados, o tempo da liderança do governo para falar na tribuna da Casa. O parlamentar usou pelo menos sete minutos de sua explanação para criticar o PT e, especialmente, o deputado Alexandre Padilha (PT-SP), que foi ministro da Saúde e a quem Frota acusa de ter “dado” dinheiro para Cuba e outros países.

Em apenas um minuto – tempo que foi concedido pelo presidente da sessão -, no entanto, Padilha, conseguiu, com sua resposta, “desnortear” Frota, que chegou, inclusive, a sorrir e concordar com a cabeça durante a fala do petista.

“Eu sei do seu esforço, porque o senhor assume o tempo da liderança do partido do governo e não tem o que falar o que o governo fez. E para isso traz 20 páginas tentando atacar o governo anterior. Aliás, vários números que o senhor trouxe são orgulho do nosso governo. E suas 20 páginas não respondem à pergunta. Cadê o Queiroz? Quais respostas o governo Bolsonaro deu às críticas que o senhor fez ao Eduardo Bolsonaro? Sou solidário ao senhor porque não é fácil ser líder do partido do governo. Não tem o que dizer sobre o que o governo faz e fica falando do governo anterior. Viva o governo Lula! Tenho muito orgulho do governo dele”, disse Padilha, que foi aplaudido por outros parlamentares.