NOTA DO COLETIVO PT DE TODAS AS LUTAS DA CAPITAL/SP – UNIDADE PRA VENCER EM SP!



Iniciamos essa nota saudando as/ filiados do partido na cidade de São Paulo, e lamentando a decisão da maioria da direção municipal e nacional que não viabilizou a consulta via prévias eletrônicas de nossa candidatura majoritária para as eleições de 2020.

Destacamos que, das sete candidaturas colocadas, cinco defendiam com veemência a realização da consulta eletrônica: Alexandre Padilha, Carlos Zarattini, Eduardo Suplicy, Nabil Bonduki e Paulo Teixeira. Mesmo assim, a maioria da direção municipal barrou a realização das prévias, alegando problemas de conexão digital em algumas regiões da cidade. Essa afirmativa, além de confusa, não dialoga com a realidade: vejamos que, para o auxílio emergencial do governo federal, mais de 100 milhões de pessoas, metade da população brasileira, conseguiu baixar o aplicativo e requerer o auxílio. Em uma consulta, os filiadxs apenas votariam a partir de uma tecnologia, não havendo a necessidade de participar de um encontro com delegadxs, que poderia ser posterior, com a candidatura já definida.

Vivemos a maior crise sanitária do século XXI. O capitalismo está exposto, o discurso neoliberal do estado mínimo ficou nú em praça pública, as principais potências econômicas estão recorrendo ao malvado “estado” para poder enfrentar a pandemia e recuperar a economia. Em nosso país o diagnóstico é muito mais profundo: quatro anos após o impeachment sem crime de Dilma Rousseff, os golpistas dilapidaram os direitos sociais com a reforma trabalhista, a reforma da previdência, e a diminuição dos recursos para saúde com a emenda 95. O ataque aos indígenas, população negra, as mulheres, aos lgbts nunca foi tão violento como agora no período pós redemocratização. A dupla Bruno/Dória segue essa cartilha ao pé da letra, com medidas recessivas: vide o sampaprev e a diminuição dos recursos para assistência social e saúde. As privatizações são a regra dessa dupla; nunca antes a cidade de São Paulo precisou tanto do modo petista de governar, portanto, é o momento de apresentar uma candidatura que unifique o partido e tenha a capacidade de atrair os aliados da esquerda e do campo progressista.

O nosso coletivo, em conjunto com outras forças, apresentava a pré-candidatura do companheiro Carlos Zarattini, que foi do Sindicato dos Metroviários, Vereador, Deputado Estadual e atualmente Deputado Federal. Zarattini foi secretário de transporte na gestão Marta e é conhecido por ser o idealizador do Bilhete Único. Como líder da bancada do PT na Câmara dos Deputados se destacou no enfrentamento ao Governo Temer. Em razão de todos esses predicados, acreditávamos que o companheiro tinha todas condições de fazer o enfrentamento ao Bolso/Dória, no entanto, saudamos o entendimento coletivo e a maturidade de abrir mão da candidatura em prol da construção da unidade partidária.

Vamos agora de Alexandre Padilha, que já foi ministro de Articulação Institucional e da Saúde de Lula e Dilma, teve destaque por criar o Mais Médicos, que mexeu com as estruturas da saúde pública com destaque para o programa Mais Médicos. Padilha já disputou uma eleição majoritária, e na Capital chegou a ter 22% dos votos. Ele tem condições concretas de garantir a unidade partidária, por ser oriundo da corrente majoritária e aglutinar o apoio das demais candidaturas apresentadas como Carlos Zarattini, Eduardo Suplicy, Nabil Bonduki e Paulo Teixeira. Também tem um ótimo diálogo com os demais partidos e líderes progressistas. Sua formação de médico infectologista é um fator a ser considerado, já que os temas centrais dessas eleições serão a saúde e assistência social. Acreditamos que o companheiro preenche esses requisitos e pode garantir o partido no segundo turno e ampliar a nossa bancada municipal.

Por isso, pedimos aos dirigentes participantes do encontro municipal que votem 10 de Padilha para Prefeito Municipal.

Coletivo PT de Todas as Lutas-SP

Comentários